Treta sem fim: Epic Games acusa Apple de ter apresentado dados falsos sobre Fortnite

O Já Joguei traz a você mais um episódio da treta sem fim entre Epic Games e Apple. Cada novo atrito indica que o problema está longe de ter um final feliz para as duas partes e, principalmente, aos gamers que estão loucos com o término desta briga. No último embate, a "Maçã" alegou na Justiça que a desenvolvedora impulsionou ao máximo o jogo Fortnite para que ele alcançasse um alto índice de popularidade.


Na argumentação da Apple, o fato fez com que a Epic tivesse autonomia para pressionar as plataformas que hospedam o game. Por fim, a tecnológica norte-americana sugeriu que, supostamente, teria uma queda popular, algo que reflete no número de usuários do titulo em questão em seus serviços. A relação entre as duas instituições que já não era boa, acabou "azedando" de vez. Houve retruque por parte da Epic, através de um de seus diretores.


Tim Sweeney, em nota, afirmou que a gigante de Cupertino deturpou os números de jogadores como forma de defesa. Sweeney alega que a Apple errou ao escolher como método as pesquisas no Google, uma vez que isso não reflete o número real de usuários em sua plataforma.


Apesar de toda esta confusão, o Fortnite já tem a liberação para retornar ao App Store, mas precisa remover o seu sistema de pagamento direto e seguir as regras de adesão ao iOS.


Se você quer participar ativamente do site, dando ideias para novos posts, mandando vídeo de jogadas para aparecer no nosso Instagram, ou conversando sobre jogos que você gosta com outros players, participe do nosso grupo no Facebook clicando aqui.


Leia mais:


Veja as consequências da briga judicial entre a Epic games e a Aplle

Mais um episódio da treta: Epic Games é banida definitivamente de App Store


6 visualizações0 comentário